segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Reticências...



Eu me lembro bem de todas as cores...
Do sol que se derramava pela cortina
Da lua me clareando a noite.
E por me lembrar, esqueço.
Apago tudo.
Reescrevo.
Redesenho.
Eu me lembro bem de tudo.
De cada som que o vento proferiu.
De cada valsa que as folhas bailaram.
De cada gota que a chuva derramou.
Eu me lembro e me esqueço.
Porque sou infinita.
Porque sou recomeço.
Porque ser EU é muito mais que tudo.
E Eu sou reticências...


Marcadores: , , , ,

4 Comentários:

Às 29 de fevereiro de 2016 18:49 , Blogger Jan disse...

Belas palavras, todo dia é um recomeço! Abraços

 
Às 29 de fevereiro de 2016 19:31 , Blogger Céres Felski disse...

Obrigada pelo carinho! Abraços!

 
Às 1 de março de 2016 12:16 , Blogger Lucas de Ávila disse...

Bah, muito curtido! Ao infinito e além!

 
Às 1 de março de 2016 13:50 , Blogger Céres Felski disse...

Obrigada meu querido poeta! Grande beijo!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial