quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Adeus.











Eu tinha que te escrever uma última carta.
Sim, era necessário oficializar o sentimento.
Fundamental que você soubesse ser a última 
e assim pudesse finalmente sepultar o nosso amor.
Não que não haja sofrimento, 
doeu muito, sabe?
Na verdade ainda dói pra caramba.
Porque ninguém sepulta um grande amor
e sai dançando.
Eu cantarolei, confesso.
Pra disfarçar a dor e o luto.
Tentei fazer piada, 
mas não deu.
Eu confesso que a morte do nosso amor
matou um pedaço de mim.
E eu vi meu sentimento ruindo aos poucos 
enquanto te via, 
a tua cópia pálida e fria,
a tua imagem triste e vazia.
Patético, eu sei,
mas é preciso escrever a última carta.
Me perdoa,
mas sepultei o nosso amor.

Marcadores: , , , , , , , , ,

2 Comentários:

Às 21 de setembro de 2016 15:31 , Blogger India Alves disse...

Uauuu! Lindo

 
Às 21 de setembro de 2016 15:42 , Blogger Céres Felski disse...

Obrigada, minha querida! grande beijo!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial