quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Faces...




Face a face,
Em meio a cada loucura
Redesenho e reinvento
Cada um dos meus passos,
Nos espaços vãos 
Em que resisto 
Insisto 
Assisto
Insana e torpe
De joelhos postos
Sobre a mesa farta
E a janela aberta
Onde entra o vento
Que me desalinha
Enquanto teimo
A tua procura.

Marcadores: , , , , , , , , ,

2 Comentários:

Às 15 de setembro de 2016 15:26 , Blogger Evandro disse...

Mesa plena. bela poesia

 
Às 15 de setembro de 2016 15:34 , Blogger Céres Felski disse...

obrigada sempre pelo carinho!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial