quinta-feira, 15 de junho de 2017

Deixa eu mudar o final?












                       Eu queria muito ter algumas palavras para te dizer. Confesso que é muito difícil ficar te olhando em silêncio, vendo teus olhos magoados me encarando. Não é que eu seja fria, não entenda o que estás sentindo... Eu só não sei traduzir em palavras o meu desconcerto... Eu não sei pedir desculpas. Mesmo diante de teu olhar acusador, e da consciência de ter errado... meu ego inflado e meu orgulho caótico se recusam a se vergar. E procuram encontrar na tua boca muda uma resposta que deveria estar aqui, dentro de mim.
                       Ontem, quando saíste de casa para caminhar, eu fiquei olhando pela janela... Observei teus passos leves... vi quando brincaste com o cachorro da vizinha, vi teu sorriso fácil iluminando o dia. Quando foi que eu perdi o controle deste filme? Essa história era pra ser de amor, não um drama. Eu queria tanto reescrever nosso roteiro...
                       Eu colocaria nele só sorrisos... abraços apertados, sessões de matinê no cinema no largo da pracinha... Teria muito algodão doce e balões coloridos... Gargalhadas ecoariam pelas paredes e se misturariam ao perfume das flores do jardim. O relógio só marcaria uma hora, porque eu faria o tempo parar naquele momento pra que a gente nunca brigasse, pra que não fosses embora nunca mais.
                      Nossa história deveria ter sido bem diferente, né? Se eu não tivesse teimado em alimentar fantasmas, se eu conseguisse acreditar em mim e no teu amor que hoje vejo tão cristalino... Engraçado que foi bem por isto que me apaixonei: pelo homem carinhoso e preocupado, que não conseguia ver uma lágrima rolar no rosto de ninguém.
                      Me apaixonei pelo mesmo cuidado que me fez sentir ciúmes... E agora o medo de te perder me deixa sem chão... Talvez seja o momento de eu repensar minhas atitudes... ou o momento de entender que te amar não foi em vão.






Foto by Simone Luz

Marcadores: , , , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial